Uma dose para três - Cap X

Ficamos por alguns minutos naquela posição, parecia que nenhum de nós queria sair dali, estava tão confortável. Até que finalmente aquele silêncio acabou. 

- Julia, sei que parece meio precipitado, ou até imaturo, mas, me deixa cuidar de você? Me deixa ser seu porto seguro, me deixa ligar pra você durante a madrugada só pra dizer que eu te quero cada dia mais e mais? Eu não consigo guardar esse sentimento que vem crescendo dentro de mim e tomando proporções que eu desconheço.

E antes mesmo que eu pudesse responder, ele me abraçou forte e foi aproximando sua boca da minha... cada vez mais até que, finalmente nossos lábios se encostaram. Eu senti uma descarga elétrica que subiu do meu dedão do pé até o último fio de cabelo de minha cabeça. Era um beijo apaixonado, intenso, a sensação era destruidora, eu não queria que acabasse, e cada vez ficava mais intenso e forte. Ele passou a mão pelos meus cabelos destruindo meu coque e deixando-o desmanchar por minhas costas, depois continuou me abraçando forte e foi terminando o beijo desacelerando o ritmo, e terminando carinhosamente, até que por fim me deu um selinho e parou estático olhando para meus olhos. Fiquei surpresa por ele não querer passar a mão em outros lugares, nem tentar mais alguma coisa, será que ele está mesmo mudado?

Ele estava estático olhando para mim, com aquele olhar intenso, e destruidor, acho que está esperando que eu diga algo mas, não consigo dizer nada, eu não sei se é isso que eu quero neste momento, eu estou com medo de ele ser o cafajeste que todos falam e quebrar meu coração mais uma vez.

- Julia? Não vai me dizer nada? 
- Eu estou chocada, não sei o que te dizer, na verdade eu tenho sim sentimentos por você mas, tenho medo de me envolver e acabar me machucando mais uma vez. Não quero criar expectativas em cima de você e depois me decepcionar, entenda, eu te quero, de verdade, só não sei como tem que ser daqui pra frente. - Eu disse mesmo que eu quero ele? Eu estou ficando louca?
- Mas não se deve desperdiçar o amor quando encontramos ele, você pode me dar um chance pra eu provar que posso te fazer feliz? - Seu olhar estava estático e ansioso.
- Nós podemos tentar Jonathan, mas eu prefiro que as coisas andem devagar entre nós, tudo bem?
- Tudo bem, o que e como você preferir, desde que eu possa estar ao seu lado.

Ele me abraçou mais uma vez, ficamos nos abraçando por tanto tempo que eu perdi a conta, parecia que tudo havia se encaixado, tudo estava no seu devido lugar. Finalmente eu estava com quem eu amo, com quem eu sempre quis. Mas o medo me assombrava, eu precisava ter certeza de quem ele realmente era, o que ele realmente queria. E ainda havia o problema dos sentimentos de Derik no meio de tudo isso, por mais que ele seja um cretino pertinente, eu não podia simplesmente ignorar seus sentimentos, afinal, eu sei o que ele está sentindo.



7 comentários :

  1. Lindo texto *-*
    parabéns pelas palavras.

    Beijos

    Opinando Moda

    ResponderExcluir
  2. mt fofo! apensar de ser continuação de uma historia, o texto se sustenta sozinho e parece uma cronica :D
    beijos
    www.portefeminino.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eba! rs, obrigada pelas palavras... beijinhos Lay <3

    ResponderExcluir
  4. Lindo o texto!
    http://etudovicio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei o texto.

    Beijos

    http://www.modanajanela.com/

    ResponderExcluir

Dê sua opinião aqui! Estamos louca pra saber o que achou da postagem! E ah, obrigada por comentar <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...