Saudade

Há coisas na vida que me deixam pensativa. Como pode um dia estar em um lugar e acordar em outro estado? É assim quando viajamos não é? Como pode ontem ele ter sido meu e hoje estar tão longe? Eu não gosto disso.  Me apego rápido às pessoas e odeio despedidas. Odeio sentir saudade, odeio não saber o que está acontecendo lá ou até mesmo, não estar vivendo com ele. Odeio precisar exatamente do seu abraço e não poder ter. Eu gosto de estar perto, de abraçar e beijar quando a saudade bater, de sentir o cheiro, de ver o que está acontecendo, de sorrir ao ver seu sorriso. Gosto da tremedeira quando ouço seu nome, das mãos suando quando você chega perto, do coração acelerado quando olha nos meus olhos.

O problema da vida, é nos separar de pessoas que deveriam estar perto de nós. 

Está ai uma coisa que eu não gosto. Distância. Aliás, alguém gosta?  Odeio ver suas fotos com outras pessoas, odeio não saber com quem está se envolvendo, odeio saber que beija outras garotas. Garotas essas que eu odeio até mesmo sem conhece-la. Odeio a ideia de que tem garotas se sentindo nas nuvens com seu beijo assim como eu sempre fiquei. Beijo esse que deveria ser somente meu. Pode parecer egoismo, mas eu gosto tanto do seu beijo... Eu gosto tanto de tudo em você.  Odeio saber que você abraça outra garota na noite fria, que você sorri para ela quando ela te surpreende ou simplesmente te encara. Se lembra daquela noite de verão, que passamos horas nos olhando, tentando não sorrir? Naquele momento, eu notei o quanto você é lindo. Naquele momento, pude ler coisas nos seus olhos, que sua boca nunca teve coragem de falar.

Será que também pensa em mim? Será que se lembra dos dias que passamos juntos? Do sorriso que dei quando te conheci, do abraço dado quando te reencontrei, do suspiro depois do beijo, será que se lembra? Não sei, pra falar a verdade, não sei de nada. Tenho poucas notícias sobre você, conversamos menos do que antes, parece que não sente a minha falta. Eu tenho vontade de te falar tantas coisas... Terei que esperar até o próximo verão para isso? Um dia você disse que nunca iria sentir por outra garota, o que sentiu /sente por mim. Será que isso é verdade? Eu sei que essa distância entre nós dois nos impede de muitas coisas. Mas não acharia ruim se falasse o que leva no seu coração.

Confesso que tenho medo de te reencontrar. Hoje consigo seguir minha vida de um jeito devagar, mas eu consigo, coisa que até pouco tempo eu não conseguia. Mas mesmo com tanto medo, queria mais um segundo do seu lado. Nossa despedida foi dolorida, pelo menos pra mim. Parece que aqueles abraços e carinhos não foram o suficiente, eu queria te confortar mais. Ao som da nossa música preferida, disse palavras que não pareceram o bastante. A lágrima que escorreu dos meus olhos, foi de saudade. Eu nem tinha me despedido e já estava com saudade. Eu queria mais um tempinho com você, um tempinho tipo a vida toda.

Ontem eu estava com você, hoje eu estou em São Paulo. 2.000 km de saudade. Hoje, por mais que eu queira notícias sobre você, evito te procurar. Evito falar seu nome, porque, não suporto essa realidade de não poder te ver todos os dias. Mas sabe, apesar de não te procurar eu sinto saudades...


4 comentários :

  1. Oie, estava passeando e encontrei o blog pelo "Depois dos quinze", está ficando super bacana, ai não pude deixar de deixar um olá.
    Aproveito para convidar a conhecer o meu cantinho.

    Uma ótima semana!

    Evelyn Oliveira
    /cupcakerock.blogspot.com
    @evelyncmo

    ResponderExcluir
  2. Que lindo texto, a verdade é que ninguém está preparado a lidar com a saudade, todos nós amamos demais, e quando essa pessoa tem que ir é o sentimento que vem nos visitar!

    Beijos

    www.garotaxmulher.com

    ResponderExcluir
  3. Exatamente linda. Não estamos preparados para a dor da distância, não sabemos lidar com isso.

    ResponderExcluir

Dê sua opinião aqui! Estamos louca pra saber o que achou da postagem! E ah, obrigada por comentar <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...